terça-feira, 31 de maio de 2011

Séries em Análise: O final de Smallville


Foram 10 anos de altos e baixos, idas e vindas, nervosismo, surpresas, aprendizado, tensão, saudosismo e tantos outros modos de descrever o que essa série nos trouxe ao longo de todo esse tempo. Pra mim foi o final de uma jornada que começou quando eu tinha apenas 18 anos e me acompanhou por todo esse tempo em que diversas mudanças também ocorreram em minha vida.

Acho que muito dos que começaram a acompanhar Smallville desde o começo também eram adolescentes (ou quase isso), que cresceram acompanhando a série e se tornaram adultos por completo, enquanto assistíamos Clark Kent trilhar seu próprio caminho de aprendizado para se tornar o herói conhecido por todos. Nós já sabíamos onde a jornada dele em Smallville iria terminar, mas tenho certeza de ninguém imaginou onde estaria agora, ou será que alguém conseguiu?




O fato é que a série marcou bastante, seja nos bons ou maus momentos, esteve presente por tanto tempo que seu final não poderia passar em branco por aqui. Já ajudei a fundar um fórum sobre a série (de onde surgiu o Smallrília - ainda me lembro com saudade dessa época), escrevi diversos reviews em épocas diferentes, já viciei várias pessoas nela, já parei de assistir, voltei e parei de novo e finalmente fiz uma maratona no meio da ultima temporada para poder assistir a tempo o final da série assim que ele foi ao ar.

Sabiamos de basicamente 2 coisas sobre esse episódio final duplo (exibido dia 13 de maio): Clark finalmente se tornaria o Superman (o que implicaria em aprender a voar e a usar seu clássico uniforme) e Lex voltaria a aparecer (marcando a volta do incrível Michael Rssenbaum). Ainda tinham as pendências sobre seu relacionamento com Lois, qual destino Chloe e Tess teriam, (já que foram personagens criadas para a série), como Darkseid seria derrotado, como o Lionel de outra dimensão iria terminar, o que aconteceria com Oliver e a Liga da Justiça, enfim, haviam diversos assuntos que poderiam e que deveriam surgir nesse final e para nossa satisfação a maioria deles foi abordado.

Vamos começar a falar do que ficou de fora. A Liga da Justiça foi deixada de lado nesse episódio, afinal era o momento de Clark, do Superman, e isso acabou não sendo um problema. Por falar nisso o nome Superman, se referindo de fato ao super-herói foi mencionado apenas uma vez por Chloe, quando contou ao seu filho, no futuro, a história de como surgiu o herói mais conhecido do mundo. A cena de Chloe com o filho abre o episódio, já revelando alguns fatos interessantes: de que além de se tornar mãe, a personagem sobreviveu para literalmente contar a história. O garoto que deve ser filho dela com o Oliver (mostraram duas vezes que ele tinha um arco e flechas como brinquedo, além da aparência, claro), e ela usa uma aliança de casada, mas não sabemos em nenhum momento se o seu marido ainda é o Arqueiro Verde ou outra pessoa que apareceu em sua vida. Originalmente nos quadrinhos o Arqueiro Verde tem um relacionamento de indas e vindas com a Canário Negro (que também está em Smallville, mas nem aparece no final) e por isso devem ter deixado em aberto seu futuro e sua situação com Chloe.

Não só a Canário Negro ficou de fora, mas todos os outros heróis que trabalharam com Clark, inclusive John Jones, o Caçador de Marte, tão importante durante vários eventos das ultimas temporadas. A organização Checkmate também foi deixada de lado. Realmente o episódio final se foca em Clark e na sua passagem de Blur, ou "O Borrão" para Superman. Tanto que Oliver Queen não tem tanto espaço nesse final, a não ser por arruinar o casamento de Clark com Lois, sendo comandado por Darkseid, e depois ser salvo por Clark, que consegue remover a marca do omega da testa dele. Oliver ainda participa da destruição de 3 servos da força negra, os vilões Gordon Godfrey (o escritor que consegue espalhar a marca do Omega em várias pessoas), Desaad ( dono do Club Desaad, que sequestrou Chloe e tenta colocar o simbolo nela também) e Granny Goodness (a velha do orfanato em que Tess passou a infância). O modo como ele destroi os 3 foi muito simples, apenas atira três flechas ao mesmo tempo em cada um. Mais uma vez não quiseram perder muito tempo com coisas menores, o importante era fechar essa história e dar prosseguimento a saga.

Os personagens mais antigos também não tiveram vez. Lana não volta, ela já encerrou sua participação no episódio "Requiem" da oitava temporada, quando ganha super-poderes, mas acaba se tornando uma "absorvidora" de kriptonita, não podendo se aproximar mais de Clark sem afeta-lo. Vale lembrar que  Lana ela é o terceiro personagem que mais participou da série, só perder para Chloe e claro, o próprio Clark. Já Ross, o melhor amigo de Clark na época da escola, deixou a série a bem mais tempo, na terceira temporada, aparecendo pela última vez no episódio "Hero" da sétima temporada. Ele não fez falta alguma desde que saiu e com certeza também não fez falta no episódio final.


O grande destaque do episódio não foi apenas a transformação esperada de Clark, mas também seu relacionamento com Lois Lane. Aliás, se contarmos o tempo em tela em que eles lidaram com isso, deve ter sido o evento que mais ocupou espaço no episódio. Primeiro com a negativa de Lois em se casar, imaginando estar apenas atrapalhando Clark e seu futuro como super-herói. Clark se mantém firme com o compromisso de se casar, mas depois também passa a ter dúvidas. Chloe interfere e consegue fazer Lois reconsiderar o casamento, lhe entregando os votos de casamento que Clark faria na cerimônia. Clark, ainda em dúvida, vai até o apartamento onde vive com Lois em Metropolis, e através da porta o casal tem uma longa conversa que irá definir seu relacionamento de vez. Lois entrega a Clark os votos que ela escreveu e assim o comove também. A cena foi muito bem feita e não foi a toa que ocupou tanto espaço, ela representa toda a definição de um dos casais mais famosos dos quadrinhos.

Com o casamento novamente de pé, a cerimônia começa a ser preparada. Chloe e Oliver dividem um ultimo momento juntos na série, comentando como seu casamento é diferente dos demais. Lois chega para entrar na igreja, mas Clark não está no altar. Depois de um momento de hesitação, Clark aparece ao lado de Lois e entra junto com ela até o altar. Na igreja, além de Chloe e Oliver como padrinhos de casamento, Martha Kent está sentada na primeira fileira de cadeiras da igreja, com Jonathan Kent ao seu lado, simbolizando a presença do pai adotivo na vida de Clark.


A cerimonia começa, mas logo é interrompida quando Lois vai colocar em Clark o anel de casamento que Oliver trouxe a mando de Darkseid. Era um anel feito de kriptonita dourada, capaz de tirar para sempre os poderes de Clark. Chloe percebe que o anel não é normal e pula para impedir que Clark o use. Darkseid assume o corpo de Oliver e luta com Clark. Depois de colocar Lois à salvo, ele consegue recuperar Oliver, mas Darkseid ainda está por aí.

O embate final com Darkseid ainda não acontece, pois há um outro elemento inserido no episódio que já esperavamos: Lex Luthor. Ele volta a vida graças ao Lionel do mundo paralelo, que dando prosseguimento aos procedimentos de criação de clones de Lex, chega a um indivíduo feito de partes de outros clones, partes saudáveis de clones imperfeitos. Mas a única coisa que falta a esse Lex Frankenstein é um coração, e para completar essa obra, Lionel sequestra Tess para dar o coração dela a Lex. Talvez se isso ocorresse Lex poderia ter um futuro diferente, ou não? Poetico demais para Smallville?  Seja qual fosse o caso, Tess consegue escapar, restando a Lionel apenas implorar a Darkseid que salve seu filho em troca de sua própria alma. A força aliem aceita o acordo e tira o coração de Lionel para colocar em Lex, que finalmente ganha vida. Darkseid se encorpora em Lionel e vai atrás de Clark. Enquanto isso seu planeta, o Apokolips, se aproxima da Terra, causando terror no mundo.

Clark e Lex se encontram no lugar perfeito a essa altura dos fatos, nas ruinas da mansão Luthor. O discurso do vilão remete a tudo os que eles passaram e o que irão passar, já que tem uma ligação que vai além do que eles conhecem. "Temos um destino juntos, só que de lados diferentes" - "Nossa história ainda não foi escrita, Kal-El. E cada vilão é tão grandioso quanto seu herói. Mas, veja você, tudo isso depende de você nos salvando da vinda de Apokolips." - Ou seja, esse Lex estava por dentro do que estava acontecendo, das profecias que a sociedade Veritas conhecia, e até ele sabia que Clark é quem deveria derrotar o alien das trevas para se tornar o Superman:
Clark: Não tenho certeza de que Clark Kent pode salvar o mundo inteiro sozinho.
Lex:  Ele não pode. Mas nós dois sabemos quem pode.
Clark: Sinto muito por não ter conseguido te salvar, Lex.
Ótima cena para fechar os embates de Clark e Lex nessa fasé pré-Superman. Realmente deve ter deixado os fãs satisfeitos, eu pelo menos fiquei.

Já a coitada da Tess tem seu destino selado quando se nega a unir forças com os seguidores de Darkseid. Granny Goodness a alerta que ela não pode fugir de seu destino como uma pessoa má, já que é uma Luthor. Após escapar de Lionel, Tess acaba enfrentando Lex, que disse saber que era irmão dela e por ama-la a mataria, para ela não se tornar o que ele é. Depois de receber a apunhalada de Lex, Tess diz que Clark já fez isso por ela e assim toca o rosto de Lex com um pó preto, algo que seria capaz de invadir sua mente e apagar suas memórias. Ou melhor dizendo, as memórias de seu original. Tess morre e se despede de Smallville como mais uma Luthor perturbada, mas que chegou alcançar alguma redenção, como ela mesmo queria.

Com a aproximação do planeta Apokolips da Terra, Clark decide finalmente fazer algo para impedir a colisão. Vai até seu celeiro pegar a chave da Fortaleza. Nesses ultimos episódios Clark lutou contra seu passado, tentando deixar tudo para trás e assim se concentrar em seu futuro. Coloca a fazenda à venda, corta relações com Jor-El e se esquece de Jonathan. Por isso a aparição de seu pai terrestre acontece em vários momentos desse episódio, especialmente depois que Martha diz que ele não deve deixar o passado para trás para se dedicar a seu futuro, mas sim ser grato a toda experiência que lhe ajudou a ser quem é, e aprender a conciliar passado e futuro para prosseguir com sua vida. Jonathan representa todo esse aprendizado que Clark teve, e que agora está sendo resgatado para Clark finalmente amadurecer.

Quando Clark tenta recorrer a Jor-El é surpreendido por Darkseid no corpo de Lionel e nesse embate ele finalmente associa tudo aquilo que seus pais disseram, todos os testes pelo qual passou, todas as pessoas que salvou, todos os erros que cometeu, tudo o que aconteceu na sua vida o levou a aquele momento, em que finalmente estaria pronto para assumir todas as responsabilidades de um verdadeiro herói. Ele consegue domar sua habilidade de vôo, e se volta contra Darkseid, o destruindo com um único golpe.

E ele não pára mais de voar. Na Fortaleza da Solidão Jor-El diz que tem orgulho do filho, por finalmente ter se tornado alguém que aceita sua condição de kriptoniano e humano, e assim, lhe mostra que é hora de usar o uniforme de Superman feito por Martha (que é igual ao do filme "Superman Returns" de 2006) e o entrega na figura de Jonathan. Já faz algum tempo que o uniforme estava na Fortaleza só esperando para ser usado. Clark voa com o uniforme nas mãos e faz a troca de roupas no ar. Enquanto tudo isso ocorre, Lois deu um jeito de entrar no avião da Força Aréa Americana e implora para o presidente dos EUA que adie o ataque ao planeta invasor, já que isso acabaria com milhões de vidas humanas, e um dos heróis que ela tanto defende iria impedir que o pior acontecesse.


Remetendo a diversas cenas clássicas, seja do filme, seja dos quadrinhos, Clark, agora Superman, salva Lois de um desastre áereo (o avião em que ela estava começou a cair por conta da aproximação do planeta de Darkseid), rendendo uma cena fofa em que eles se olham pelo vidro do avião, terminando com o afastamento de Apokolips e sua consagração como salvador da Terra. Até Oliver aparece torcendo por Clark, mas nada de Chloe.

E voltando aos 7 anos no futuro, Chloe termina de contar a história ao filho, que pede por mais. Ela se despede dele e recebe uma ligação de Lois, agradecendo pelo algo azul para seu casamento (coisas da tradição americana para se ter sorte no casamento). A deixa de Chloe quando a Terra está sendo ameçada por Darkseid, é um tanto estranha. Ela diz que irá até Star City (onde ela estava morando desde que deixou a Watch Tower) para buscar alguns dados que ajudariam saber o que fazer sobre o planeta que se aproximava. Oliver ainda vai atrás dela para dizer um adeus, caso fosse a ultima vez que se veriam e assim Chloe sai de cena, voltando apenas a aparecer no futuro. Imagino que essa saída de Chloe tenha a ver com seu relacionamento com Oliver. Ele pode não ter terminado naquele momento, mas a cena simbolizaria que o casal iria terminar a qualquer momento. Não sabemos de Oliver no futuro, nem nada sobre o Arqueiro Verde, o que deixa em aberto a possilidade dele voltar em outra série (algo que já foi cogitado faz tempo) ou apenas para seguir a mitologia do personagem nos quadrinhos menos alterada possível.

O mesmo pode ser dito do Superman. Tom Welling mal aparece vestido com o uniforme, praticamente toda a cena de ação é em Computação Gráfica, não há uma só cena em que é possível ver seu rosto estando com o uniforme completo. É como se evitassem vincular o rosto de Tom a figura do Superman, tudo por conta do filme que será lançado em dezembro de 2012, recontando a saga do herói no cinema (com outro ator sendo o Superman, obviamente). Mas não deixaram de usar e abusar da trilha sonora consagrada nos filmes com Christopher Reeve, que encerrou o episódio quando Clark sobe até o planeta diário para fechar a série com a cena mais clássica do personagem: abrir sua camisa revelando o uniforme azul e vermelho por baixo.

Nesse futuro também vemos Clark já com aquela atitude característica no Planeta Diário, agindo como alguém inseguro, tímido e desastrado. Ouvimos Perry White esbravejar atrás da porta de seu escritório e um Olsen falando com Lois, sendo o irmão do outro (o Jimmy, morto na nona temporada), mas vivido pelo mesmo ator. Esconder Perry White foi um tanto estranho, ou o ator não estava disponível para fazer o papel, ou é mais uma forma de separar o que irá acontecer no filme com o que se passa na série.  E apesar do porão do Planeta Diário ser o espaço dos jornalistas iniciantes, eles se esqueceram disso e simplesmente continuaram a tratar o andar como o local principal do jornal. Ou é isso, ou eles não quiseram gastar mudando o cenário para as poucas cenas do final da série.

Na TV do jornal, Lex aparece como sendo eleito presidente dos EUA. Ele está vestindo um terno branco, como já apareceu diversas vezes na série. Sempre que Lex sonhou em ser presidente do país, ele aparecia com esse terno, certa vez até manchado de sangue. Teoricamente Lex teria apenas em sua memória tudo o que aconteceu com ele após ter matado Tess, mas seria impossível ele se tornar o grande vilão da história sem essas memórias. Podemos supor que ele recuperou pelo menos parte delas. O mais importante, nesse recurso de apagar sua memória, era que ele se esquecesse que Clark tinha poderes. Apenas isso. Os americanos apontaram um erro óbvio para eles nessa eleição de Lex: 2018 não é um ano eleitoral nos EUA. Mas em se tratando de uma série de ficção, esse tipo de erro pode ser perdoado.

Clark e Lois se encontram para confirmar que está tudo certo para seu casamento, que acabou não acontecendo pelo ataque de Darkseid, 7 anos atrás. O casal parece estar estável no jornal e em seu relacionamento, finalmente arrumam tempo para formalizar a união apenas no papel, pois seria feito em frente a um juiz, sem igreja, roupas de gala e convidados. Clark mostra as alianças e antes de ir com Lois para o casamento, precisa sair para salvar o dia mais uma vez, encerrando de vez a série com chave de ouro depois de 10 anos de muitas histórias. E assim nós também damos nosso adeus a Smallville, esperando que a saga do Superman ainda possa existir e ser celebrada por muitos anos mais.

11 comentários:

  1. Achei o fim uma bosta. Mas chorei horrores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  2. Ahahahahaha!

    Depois de 10 anos enrolando tá bom, eu não esperava nada, nadinha, por isso gostei.

    ResponderExcluir
  3. Porque todo final de serie e um lixo ? 10 anos esperando pra ver o cara voar e vestir a roupa classica e acontece essa merda ? fala serio...as series americanas so servem pra prende os telespctadores anos e anos e no final fazem isso...a mesma coisa aconteceu com lost.

    ResponderExcluir
  4. Olha eu amava este seriado , mas foi uma decepção este final. Poxa parecia que o Tom Welling estava com medo de estigmatizar sua imagem ou será que é problema de direitos autorais?
    Para mim autores e produtores deveriam pensar em fazer "SMALLVILLE O FILME “, a série merecia.

    ResponderExcluir
  5. Não vi o final, mas pelo que foi mostrado, realmente, uma merda:
    - 1º, Darkseid não está morto nos quadrinhos
    - 2º, Superman só conhece louis Lane quando é adulto e já tem todos os seus poderes
    - 3º, A liga da justiça só é criada na sua fase adulta
    - Faltaram o Batman, a mulher-maravilha e o lanterna verde (não puderam espor outros personagens de peso da DC)
    - 4º Não deveriam ter incluido a supergirl

    Em suma, modoficaram toda a cronologia dos quadrinhos

    Conclusão: se for fazer alguma coisa que presta e que não fuja da cronologia dos quadrinhos, é só copiar aquela série dos anos 80: As aventuras de Louis e Clark . Enfim, para quem é fã de quadrinhos, graças a Deus, essa bosta acabou.Um abraço a todos, João Carlos

    ResponderExcluir
  6. amei a série, chorei muito por ter acabado. também esperava mais do último episódio, mas é bem defícil fechar 10 anos de história e a gradar a todo mundo não é?

    Smallville - a melhor série!!!

    ResponderExcluir
  7. A d o r e i a forma como conta a história deste último episódio. Fui mais pessoal na minha review, porque foquei o que desagradou e elogiei no geral a série (de que gosto muito).

    Discordo de si nestas coisas: achei a cena de reconciliação de Lois e Clark (através da porta) demasiado longa e acho que conduz o espetador à divagação - mas compreendo que faz sentido ter sido assim. Como achei todo o relacionamento dos dois muito fraco em termos de argumento (e química!), esta cena foi longa demais.

    O grande Lex Luthor brilhou pouco e soube a pouco. Michael podia brilhar mais. Mas descrito por si, percebo o sentido. Porém, continua a saber a pouco :)

    Faz-me confusão que Clark tenha aparecido como superhomem para salvar Lois que ia no avião, quando num episódio anterior, viajava ´no futuro até aquele momento para mandar o "Blur" no seu lugar. Mas tudo bem, é insignificante e releva-se isto.

    O que mais caracteriza Perry White são os gritos e a voz grossa. Tem toda a lógica só utilizarem isto, pq é o que mais identifica a personagem. Jimmy tem um irmão... que também se chama Jimmy... OK. Tb se aceita bem.

    Não concordo com o uso e abuso da trilha sonora de John Williams. Lembro que desde a 1ª temporada que os fãs têm estado a pedi-la e foi o coroar de todo um trabalho fantástico só a terem passado para encerrar Smallville.

    Concordo que Tom não deve ser Super no filme que aí vem. Mas vejam lá se não escolhem o anterior que, por Deus, não tem carisma algum! Tom pertence a Smallville, pelo menos por enquanto. Com mais aninhos, quem sabe não pode virar outro vilão ou herói com super-poderes?

    Se é verdade que pensam fazer um spinoff com o GreenArow, então Tess não morreu. Dificilmente alguém morre numa série onde existem tantos recursos!

    Aqui em PT o seriado está a passar num canal de cabo e este episódio final foi para o ar a semana passada. Agora estão a voltar a exibir do início e está a ser muito melhor! Tal como vc, eu também fui vendo, tive periodos em que deixei de ver, depois recuperei tudo nestes canais que voltam a passar as temporadas, e, de todas, achei esta a piorzinha, mas tinha de ser, com tanta coisa acumulada para resolver!

    Pf espreite o que escrevi sobre a série. Quero mesmo saber se mais alguém concorda com a minha opinião mais vincada sobre a mesma: este casal Lois e Clark são a PIOR dupla de sempre!

    ResponderExcluir
  8. Fim horrivel, motivos:

    1 - Clark da serie é um medroso, não mostrou a sua cara com capa voando.

    2 - Clark da serie é sentimental até demais, quero dizer é todo mundo, é tão sentimental que quase me faz vomitar, sem brincadeira.

    3 - A luta contra Clark e Darkseid é pior que qualquer luta que eu já assisti, até mesmo o seriado Chaves tem lutas melhores que essa.

    4 - Fez o mesmo erro de sempre, não copiou dos quadrinhos, a serie não tem nada a ver com os quadrinhos, será que só desenhos animados e videogames são baseados ou inspirados igualzinho aos quadrinhos?

    5 - Para quem pergunta se o Batman não apareceu foi porque ele já estava aguentando o Robin, imagina aguentar um grupinho de Adolecentes sentimentais, não é a cara do Batman trabalhar com esse tipo de coisa.

    ResponderExcluir
  9. Muito paia o jimmy morrer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra mim chloe tinha que termina com clark porque chloe sempre amor clark Kent durante todas as temporadas de smallville

      Excluir

Todas as mensagens são moderadas antes de serem publicadas. Serão excluídos spoilers fora de lugar, propagandas e insultos.